O IMPERATIVO DA GRAÇA

janeiro 10, 2013 // Artigos, Pastorais

“Zaqueu, desça depressa. 
Quero ficar em sua casa hoje.” Lucas 19:5.

A graça tanto convida quanto ordena. Por diversas vezes Cristo convida pecadores dizendo: “Vinde a Mim, se alguém tem sede, venha a Mim e beba…” Outras vezes, porém, Jesus ordena: “Segue-Me!” Sua voz é doce e suave, poderosa e imperativa, persuasiva e convincente. O imperativo da graça caracteriza a urgência que temos para receber Jesus em nossa vida. A lentidão é prejudicial contra aqueles a quem a mensagem exige diligência.

A graça exige rapidez. O indivíduo precisa agir com velocidade. A indolência pode privá-lo de hospedar Jesus em sua casa. Zaqueu não hesitou em acatar a ordem do Senhor. Obedeceu, desceu da árvore e recebeu Jesus com alegria. Zaqueu entendeu que o imperativo da graça requer rapidez e acolhida imediata. Como resultado da diligência, o maioral foi salvo.

Muitas vezes ignoramos a voz imperativa da graça de Deus. Como você tem reagido ao imperativo da graça? Tem sido rápido? Pode ser que, agora mesmo, o Senhor esteja falando ao seu coração. O que você fará? Zaqueu não desperdiçou tempo. Ele acatou a ordem de Jesus e O recebeu com alegria. Faça o mesmo e será salvo.

Oremos
Pai, eu não quero desperdiçar mais tempo. Estou cansado de jogar fora os dias de minha vida. Preciso de Ti. Concede-me a graça de experimentar a Tua salvação. Em nome de Jesus. Amém.


Cada Dia.

Comentários

Não há comentários neste post.

Deixe um comentário